quarta-feira, 16 de março de 2011

Sem Alcance

Acostumar-me com a idéia contraria não é evoluir pra mim
Estou aqui evoluindo pra ti
E retrocedendo para as lembranças de sempre
Tu tão longe, crescendo, ultrapassando o céu
Eu aqui no chão
Olhando pra cima
E tenho que me acostumar
Não quero volta
Não mereço nada que caia do céu
Acostumar-me com a idéia contraria não é evoluir pra mim
Estou evoluindo pra ti
E evolui demais pra gente.