segunda-feira, 25 de abril de 2011

Nossas Mãos


Cada homem só deve levar o que consegue carregar sozinho
Eu nunca pensei em desistir de nada que é para ser meu
Carregando tudo com muito cuidado
E com o carinho que merece ter
No meu peito
Tudo que se transformou em apenas alguma lembrança
E o espaço para os próximos dias
Não perco nada que é para ser pra sempre
O que é verdadeiramente sincero
Não tem fim
- Oi, foi tão bom te ver chegar agora.

"Desejou que fossem um casal com dez anos de existência em comum.
Desejou passear com ela pelas ruas, como estavam fazendo naquele 
instante, mas abertamente, sem medo, falando de frivolidades
e comprando pequenas bobagens para o lar." 1984 George Orwell