domingo, 23 de março de 2014

Ainda Há

Às vezes parece que eu já não tenho medo
Por vezes parece que eu minto o tempo inteiro por não ter
Desejos de hoje ser tudo que me
Parece às vezes que eu vivo em um espelho
Por vezes carece por tentar me conhecer
Vivendo quem não sei ser
Crescendo sem entender
Parece as vezes que interpreto o tempo inteiro
E o tempo parece que não deixa mais crescer
Vontades de escolher
Vantagens em te dizer
Parece às vezes que carrego o mundo inteiro
É o preço da prece que nasci e desejei
Vontade de não mais ser
Quem dera não parecer.