sexta-feira, 28 de maio de 2010

Promessa Quebrada

Quando tudo pareceu não ter um motivo
Não ter um motivo para que desse algo errado
Algo errado apareceu
Foi quando ele esqueceu de mim
Esqueceu-se dele mesmo
E de tudo que sempre pregou para os desinformados
Nas noites geladas em que nos importamos mais em nos aquecer do que em sonhar
O modelo ideal de como não é o amor ganhou vida e veio até mim
E a dor espera o barulho ir embora para te bater
Ela sempre sabe o que faz
Mesmo quando faz a coisa errada
Ela sempre sabe
Quando tudo parecia não ter um motivo
Todos os motivos apareceram
E eles te levaram embora
Mesmo querendo ficar
Nem sempre o orgulho simpatiza com o perdão
E o amor sendo o fruto sem sementes, que só nasce uma vez em toda uma vida
Pegou-te de surpresa
Teu amor caiu ao chão e apodreceu
Não tens mais nada o que fazer
Procure alguém tão sem graça e desatento como tu és
Como tu foste com o teu amor
Agora apenas gaste a vida.