terça-feira, 9 de novembro de 2010

O Meu Espelho

Eu tenho vontade de sentar para conversar, falar as coisas do meu jeito, como elas passam aqui dentro
Mas tem coisas que a gente não consegue mudar, talvez não deva mudar
Mudar eles para te agradar
É impossível e parece errado
Só parece
O caminho mais fácil é sempre aceitar tudo como é para ser
Mas se for para ser desse jeito, vou ter que me despedir mais uma vez e ainda bem
Tem dias que sinto vontade de rasgar tua pele e arrancar essas coisas ruins que tu adquiriste em alguma das tuas idas ao esgoto
Talvez por não me convencer que tu és a pessoa errada, uma pessoa errada
Apenas acreditar que tu está sendo uma pessoa errada esse tempo todo, em toda vez que anda, toda vez que pensa, que abre a boca, que olha e que respira
Toda vez que mente que é feliz assim, criando um mundo falso que só tu e essas pessoas pequenas ao teu redor gostam de habitar
Eu ando me preocupando tanto com teus erros, tentando resolver todos teus problemas, querendo te fazer uma pessoa melhor, melhor pelo menos para mim, que já não sei se esse alguém com quem eu me importo tanto não seja eu mesmo, eu em frente ao meu espelho, me enxergando por inteiro.