quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Veneza

Eu sei muito bem como isso tudo dói

Já doeu muito em mim

Quando o tempo de ontem me abraçou forte, como quem não iria mais voltar

Eu sei como dói

A despedida dos dias

E de repente, ter que deixar tudo como apenas uma memória

Tudo um dia vai desaparecer

Quem criou tudo isso nunca se preocupou muito com o pouco tempo que temos para fazer e desfazer

E tu aí achando que vai chorar para sempre

Embora eu não goste mais de ti

Não desejo solidão

Não desejo mais

Eu sei bem como isso dói

Cada palavra que me fez chorar, veio de ti

Hoje em silêncio elas voltaram para teu livro dos dias

Eu sei bem.