sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Novembro

Não ligue se eu desaparecer
Meu jeito de encontrar beleza na tristeza, na saudade que rodeia toda parte
Sem maldade, fui o que eu podia ser
Pode ser que em outro dia eu volte
Com a mala mais pesada, a alma mais cansada e o sorriso que eu não dei
E o que a gente vai dizer, se já cansamos de ouvir tanta frase feita sem sentido, para fazer o
sentido que a gente não sabe dizer, sentido pra seguir, pra sentir que a gente deixou de viver.